MORDAÇA EM MARCOS CORDEIRO

MORDAÇA

Marcos Cordeiro de Andrade falou hoje em seu blog – previplano 1 – sobre a reunião de 17/10, em Brasília.

É sempre desejável que as partes em conflito, em qualquer questão, comecem, pelo menos comecem, a dialogar serenamente. A diplomacia é uma forma superior de comunicação. A introdução de uma reunião difícil dever ser sempre pautada para a busca de um entendimento. Só que pode existir um instante em que essa disposição torna-se realmente inviável. É aí que entra a figura combativa e irredutível do gritador, do orador valente que não se deixa intimidar pela força de quem se lhe proclama desafeto feroz. Nesse aspecto, não há dúvida de que um debatedor como o Marcos torna-se um elemento indispensável. Seria muito bom se formássemos um bloco homogêneo, profundamente harmonizado em nossas posições, para discutir essa questão do superavit com esse gigante voraz que dele se sentou em cima: o Elefante BB. No entanto, já vimos que constituímos uma multidão de diferenças. Somente precisamos descobrir agora que podemos positivar essa diversidade como uma forma de nos complementarmos, não de nos dividirmos. Não pretendendo ingressar aqui no terreno religioso-espiritualista, mas apenas para citar uma palavra maior do grande mestre que foi Cristo, lembremo-nos de que “todo reino dividido contra si mesmo não subsiste”. Um gritador do porte do Marcos é agora absolutamente indispensável. Aqueles aldosalfanos da malfadada reunião em causa poderiam ter sido mais educados, apenas perguntando ao Marcos se não seria melhor evitar uma postura agressiva neste momento final. Nada além disso, e estaria dado o recado para o interpelado segurar um pouco a indignação. Na verdade, precisamos compreender que isso é muito difícil, diante da situação que vivemos com o Banco e a Previ. Agora já parece meio tarde para a mansidão, a tolerância, a palavra comedida. É natural que alguns não segurem mais a revolta que os devora por dentro. E se alguém não se arrepiar, como o Marcos, nossos adversários vão supor que somos todos um bando de cordeirinhos satisfeitos com a água suja deixada pelo lobo ou os simples e pequenos cães que se satisfazem com as migalhas caídas da mesa.

Pessoalmente, busco entender tudo isso com muita abertura para a compreensão das razões de cada um. No entanto, confesso que também vacilo e chego a não entender mais nada. É o caso, por exemplo, da Isa Musa.Para mim, Isa foi sempre um ícone da defesa de nossos interesses, imagem terminada de construir até pelo próprio Marcos, que recentemente exaltou-lhe tão bem, em seu blog, as virtudes de administradora séria e competente. Sobre essa aprovação da mordaça na boca do Marcos, já não sei o que pensar. Com todo respeito a sua pessoa, parece-me que Isa deixou passar uma oportunidade de pacificar a reunião. Isa possui as ferramentas necessárias para consertar, e até evitar, uma situação tensa como aquela que se estabeleceu.

Paulo Roberto Brandão da Mota.

  1. #1 por marcos cordeiro de andrade em outubro 27, 2010 - 6:15 pm

    Prezado Colega

    Paulo Roberto Brandão da Mota,

    A AAPPREVI orgulhosamente agradece sua adesão ao quadro de sócios, ocorrida hoje. Nesta oportunidade damos-lhe as boas vindas prometendo envidar todos os esforços no sentido de contemplá-lo com o que busca em nosso meio. Estamos certos de que sua presença será benéfica ao conjunto de associados que, igualmente, nos honram com a escolha.

    Atenciosamente,

    Marcos Cordeiro de Andrade
    Presidente Administrativo da AAPPREVI
    http://www.aapprevi.com.br
    http://www.previplano1.com.br
    http://www.canael.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: