220811

O BANIMENTO DA AAPPREVI – UMA OPINIÃO.

Analisando com o máximo de isenção a correspondência do sr. Nereu Lagos, em que solicita à FAABB a expulsão da AAPPREVI, podemos chegar a algumas conclusões interessantes.

Em verdade, o missivista escreve bem, cometendo erros desprezíveis. O objetivo da mensagem e as razões apresentadas, no entanto, parecem realmente equivocados e frágeis.

Primeiramente, os argumentos alinhavados não apresentam consistência necessária para se solicitar a expulsão de uma entidade com personalidade jurídica própria, distinta da pessoa física de seu presidente. Tudo de que o sr. Nereu reclama foi dito por Marcos Cordeiro como administrador do blog Previplano1. Não havendo como a FAABB expulsar o administrador, nem o blog, de lugar nenhum, redunda pois totalmente vazio o mérito da questão.

No máximo, aproveitando seu talento para a boa escrita, o solicitante deveria ter se dirigido ao sr. Marcos, pedindo-lhe que atenuasse a força de suas expressões, levando a questão para o campo do debate entre dois escribas de primeiro plano. Outra opção, na mesma linha de raciocínio, seria a interpelação via FAABB, sempre, no entanto, no sentido de pacificar o contencioso, em termos gerais.

Palavras ditas a partir de considerações de ordem moral. Legalmente, desconheço até que ponto são solidárias as pessoas física e jurídica envolvidas.

Em segundo momento, a afirmação de que a AAPPREVI teria sido criada com a finalidade de angariar clientes para escritórios de advocacia soa profundamente desafinada com o caráter de seu presidente, a quem só se tem podido criticar a contundência verbal. Mas, assim foi também com grandes personagens da história da humanidade, senhores de uma palavra devastadora, quando se tratava de defender causas justas jamais assumidas pelos que deveriam fazê-lo. Como exemplo: Elias Profeta, João Batista, Marco Túlio Cícero e, mais recentemente, Émile Zola, para ficarmos somente entre os humanos, posto que, na categoria Divindade, sabemos que houve um maior que todos.

Na palavra de fogo de todos eles, além do talento para escrever, ou discursar, notamos alguns traços comuns: inteligência refinada e autoridade moral a toda prova. Assim, parece que o senhor Nereu precipitou-se ao pedir a expulsão de uma entidade apenas porque possui ela em seu comando um homem de palavra excessivamente agressiva, segundo alega, desconsiderando que esse homem somente aciona o canhão de seu verbo em seu próprio nome. E, não obstante sua contundência verbal, o nome de Marcos Cordeiro fica bem melhor listado entre grandes escreventes e oradores históricos que em um desconfortável pedido de expulsão, como um reles oportunista e mentiroso contumaz, porquanto o objeto de seu discurso é claro, inequívoco, definido: a defesa dos direitos de um contingente imenso de colegas seus mediante a simbólica quantia de R$ 10,00 mensais, de cada um, e muita dor de cabeça, de todos os lados!

Inegavelmente, Marcos é um ser humano de nobre caráter. Nem por isso está isento de críticas, é verdade. Seu diferencial, além daquele da coragem maiúscula e da boa intenção, é a liderança que exerce na desgastante luta pelos direitos pisados dos desassistidos da PREVI. Tais aspectos devem ser primeiramente reconhecidos, antes de qualquer ataque que se lhe dirija, nesta heróica contenda dos aposentados e pensionistas.

A expulsão pretendida pode gerar forte reação em milhares de pessoas. É inoportuna, divisionista e não faz sentido, do ponto de vista do questionamento moral. Inescapavelmente, colocada em posição difícil, a sra. Presidente da FAABB deve agora convidar o comandante da AAPPREVI a se defender e cozinhar isso em fogo brando, que outra melhor saída ainda não se avista no horizonte.

E essa é justamente a praia de Isa…

Paulo Motta e Edgardo Amorim Rego


  1. #1 por Juarez Barbosa em agosto 23, 2011 - 4:56 pm

    Prezado colega Paulo,

    Externo também a minha indignação e não conformismo pelos acontecimentos que naquela reunião de Xerém se verificaram, principalmente com as injustiças e covardias cometidas contra nossa AAPPREVI e ao Marcos em particular.

    Acho que a oportunidade de se pacificar os conflitos existentes e na busca de posições consensuais visando o alcance de nossos justos anseios através de debates civilizados e de condutas que a boa educação no convívio em sociedade requer foi menosprezada e infelizmente perdida. Certamente um retrocesso em nossos esforços na necessária união que o momento requer.

    Todos lá presentes, sem exceções, devem reconhecer suas parcelas de culpa naquela oportunidade ímpar perdida no progresso de nosso Movimento.

    O momento que atravessamos é deveras sério, não restando tempo para confraternizações e bajulações diversas.

    E também não devemos capitular com relação às nossas convicções, bom senso crítico, ideais de justiça e luta ferrenha contra todos aqueles que merecem ser combatidos e derrotados.

    Estou com o Marcos Cordeiro e com todos nossos pares. E acredito que, no presente momento, somente a nossa jovem e combativa AAPPREVI merece ser destacada no cenário de nossas lutas.

    Entretanto, tenho a convicção de que não podemos nos isolar das demais Entidades, porque desunidos não seremos fortes o suficiente, para o enfrentamento de nossos poderosos inimigos.

    E que Deus nos dê força e sabedoria suficientes para alcançarmos os nossos objetivos. E que a razão sempre prevaleça frente à emoção.

    Salvo melhor juízo.

  2. #2 por Paulo Motta em agosto 24, 2011 - 6:19 pm

    Juarez,

    EXPULSÃO DA AAPPREVI – Suas palavras sempre estimulam a paz e a união entre todos nós, e isso é também o que mais me convoca. Como você disse, o momento é muito sério para que tenhamos agora que ficar discutindo essa reclamação inoportuna. Parece-me que são justamente essa marcha lenta, essa perda de foco, essas confraternizações fora de hora e essas burocracias infinitas (enquanto a AAPPREVI mantém-se alerta, em posição de sentido) que irritam o Marcos e o fazem disparar seus trovões. Que são pesados esses torpedos, lá isso são; mas é realmente muito desgastante ficar lá na ponta carregando a tropa, enfrentando baionetas e correndo riscos, enquanto pessoas que detém cargos e representações não se lançam de corpo e alma no coração da causa. Daí que o Marcos grita e bate forte para sacudir a modorra e acelerar o passo. É assim que entendo sua contundência. Não é agressividade; é, simplesmente, impaciência. E há ainda que, em uma situação dessas, em que se distribuem cargos cobiçados e calam-se bocas o tempo tempo, o corpo mole acaba sendo evidência ou, pelo menos, possibilidade de traição, venalidade, e toda sorte de indignidades. Neste caso, já não é somente a impaciência a mover o Marcos. Por isso que os atingidos, se realmente não estão do outro lado, precisam compreender que não há outra forma de despertá-los, se também não há como distingui-los. Já os que realmente se encontram na contra-mão oculta, dissimulados em cargos de conveniência, esses não têm o que reclamar. Jogo duplo, em estado de guerra, é coisa grave. E, se isso está de fato virando uma guerra, não é por culpa dos desassistidos nem daqueles que encabeçam a luta.

    Paulo Motta.

  3. #3 por ANTONIO OLIVAES em agosto 24, 2011 - 8:41 pm

    Não é agressividade, é indignação. O Senhor Nereu Lagos é apenas a caneta e não o mentor. E isto nos deixa indignados. Como podem pessoas detentoras de cargos de comando agirem de forma tão açodada, sem perspicácia e com tamanha desinteligência. Sim, estamos todos atentos, “trocando orelhas” como se diz, em relação a estas pessoas.Tamanha falta de capacidade de gerenciamento de um pequeno “problema” pode gerar um mártir, o que é muito perigoso (para eles, é claro), ou encorajar o surgimento de novos blogs que, com certeza, virão com uma força muito maior. Bem, “quem pariu o macaquinho que o crie”! Que tentem administrar o problema que criaram, desreitando um homem sério e honesto como o Marcos e uma legião de assistidos, colegas que optaram por se associarem a AAPPREVI.

  4. #4 por Paulo Motta em agosto 26, 2011 - 1:02 am

    Compreendido, Olivaes. E se avaliarem o perigo de criarem um ícone, haverão de se assustar com as proporções de sua obra. Por isso, quero acreditar que esse indomável gritador dos desassistidos não será crucificado. Penso que o pessoal da FAABB deveria optar pelo cozimento do caso em fogo brando, até que os ânimos esfriem. Não parece hora de emoção, que também terá seus momentos. Pelo menos, não é tempo de tanta emoção! É hora de racionalidade. O outro lado dá sinais de preocupação. Pode ser que acenem de lá com alguma coisa que muitos precisam em situação de urgência. As associações confiáveis, assim como alguns nomes que se destacaram individualmente, aos poucos já constituem um núcleo pensante produzindo idéias positivas no sentido de fazer o movimento crescer, na trilha dos blogs e na expansão da AAPREVI, ainda que informalmente. Tão importante quanto a confiabilidade desse centro crescente é a união que se pode conseguir pela via da pacificação. Algumas vezes, o chicote vai lamber, porque a energia que dinamiza essa contenda é justamente a indignação, como você disse. E esse estado da alma tem a semente da alta tensão. No entanto, sem esses instantes, a chama não acende, não se mantém e nem prospera. O jeito é contemporizar depois.

    E, como diz nosso grande amigo: “salvo melhor juízo”…

  5. #5 por Eusebio em agosto 31, 2011 - 2:36 pm

    Comentário de um anônimo no blog PREVIPL1:

    Eu, de passagem pela Sede da Previ, parei para tomar um lanche aqui, no Mourisco, no Blends Café. Na mesa ao lado estavam Sasseron e outras figuraças da Previ e em certa altura ouvi Sasseron dizer “agora pegaram a Isa Musa pra Cristo e estão me dando uma folga”, todos da mesa dele caíram na risada…. Eu estava acompanhado de dois outros colegas aposentados que podem confirmar o diálogo debochado deles.

    31 de agosto de 2011 09:07

  6. #6 por superavitsprevi em setembro 4, 2011 - 7:51 pm

    Eusébio,

    Boa escuta. Matéria pra muitos comentários e posts. Valeu.

    Um abraço,

    Paulo Motta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: